Atitudes capacitistas veladas, transcorrendo na sociedade ao longo da trajetória histórica das pessoas com deficiência.

Autores

  • Maria Zélia de Santana Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
  • Fernanda Maria Araújo Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Palavras-chave:

Pessoa com Deficiência, Capacitismo e anticapacitismo, Atitudes de Gentilezas

Resumo

Nossa exposição acerca da temática é delimitar o campo da educação inclusiva a ser tratado em
relação à pessoa com deficiência na procura de responder a pergunta de partida, aqui estruturada
no sentido didático. No entanto, as ideias se complementam e recairão na tentativa de sinalizar
sobre atitudes construídas e socializadas em relação ao lugar atribuído à pessoa com deficiência
na sociedade com ênfase nos movimentos de inclusão social, dos últimos tempos.
Sinalizaremos para a existência conceitual sobre ideias capacitistas veladas, transcorridas na
sociedade ao longo da trajetória histórica vivida pela pessoa com deficiência. Apontaremos,
inclusive, algumas dimensões fundantes da inclusão e de gentilezas; as consequências
positivadas com base em atitudes anticapacitistas que se descortinam, a partir do outro, no nível
do sujeito coletivo, circulando por meio de práxis de gentilezas e estruturadas por pilares que
exigem interação e interdisciplinaridade, essenciais para o desenvolvimento de uma sociedade
inclusiva, culturalmente transformada por meio de quebras de barreiras sociais e atitudinais.

Downloads

Publicado

2022-07-08

Como Citar

Santana, M. Z. de, & Araújo, F. M. (2022). Atitudes capacitistas veladas, transcorrendo na sociedade ao longo da trajetória histórica das pessoas com deficiência. EDUCAFOCO - Educação, Pesquisa E formação Continuada - Revista eletrônica Interdisciplinar E Internacional Do Programa De Pós-graduação, Pesquisa E extensão Do Centro Universitário Ítalo Brasileiro., 3(2). Recuperado de http://educafoco.italo.br/index.php/educafoco/article/view/100